Até 2020, mais de 80% do tráfego na internet será relativo a vídeos, segundo uma pesquisa da Cisco. Mas este não é o único motivo pelo qual sua empresa deve apostar neles! O videomarketing tem se revelado uma estratégia cada vez mais eficiente, prática e versátil.

As provas disso não param aqui. Segundo outro levantamento, da Hyperfine Media, 64% dos consumidores ficam mais propensos a comprar depois de assistir a vídeos, e 90% dizem que eles são úteis no processo de decisão. E você, está esperando o quê para começar?

Estratégia de sucesso

Os vídeos, por sua versatilidade, podem ser usados em diversas fases do processo de compra, desde os contatos iniciais com a empresa até a pós-compra.

Além disso, eles são fáceis de entender e de guardar na memória, mexem com as emoções como nenhum outro formato, e a melhor notícia: podem ser usados por empresas de todos os portes e setores.

Para garantir o sucesso da sua estratégia de videomarketing, alguns cuidados fundamentais não podem ser esquecidos. Hoje, separamos os principais, confira!

1. Gere conteúdo relevante

O ideal é que o conteúdo de seus vídeos seja estratégico e realmente útil para os seus consumidores.

Existem várias formas de pesquisar temas de interesse, entre elas os próprios feedbacks de seu público em suas redes sociais e as palavras-chave mais pesquisadas no Google — você pode ter uma ideia de quais são usando a ferramenta da palavras-chave do AdWords.

Procure sempre trazer informações originais, interessantes e práticas. Nunca produza conteúdo por produzir.

2. Produza vídeos de qualidade

A qualidade do vídeo, para o consumidor, está diretamente ligada à qualidade da empresa. Vídeos escuros, fora de foco, com eco causam péssima impressão.

Invista em bons equipamentos, em equipe capacitada ou, se for o caso, na contratação de uma boa produtora. Também tenha em seu site ou blogo suporte necessário para que eles rodem sem problemas — quatro em cada cinco consumidores deixam de ver o vídeo se ele trava.

3. Adapte os vídeos à web

Os consumidores estão expostos a muita informação na web. Por isso, eles precisam de conteúdo prático, fácil de entender e rápido, no caso dos vídeos.

Invista em vídeos curtos. Se for preciso se alongar, estude a possibilidade de dividir o vídeo em partes menores — um curso, por exemplo, pode ser dividido por temas.

Tente não ultrapassar os dois minutos, em média, já que 60% das pessoas deixam de assistir aos vídeos depois desse tempo.

4. Use vídeos em diversas etapas da compra

Embora sejam o formato perfeito para o conteúdo mais aprofundado do fundo de funil de vendas, eles podem ser usados em todas as etapas do processo de compra de seus consumidores, trazendo desde dicas sobre um assunto, amplo relacionado à área de atuação da empresa até conteúdo institucional.

5. Explore diferentes formatos

Dicas rápidas, webinars, entrevistas, reportagens, vídeos institucionais, transmissões ao vivo: são muitas as opções e elas podem ser exploradas nas mais diversas situações!

Uma loja de roupas pode usar vídeos para dar dicas de moda; uma imobiliária, para mostrar imóveis em destaque; um consultório, para veicular uma entrevista com um especialista sobre saúde. Não tenha medo de descobrir e testar diferentes formatos.

Os vídeos ganharam a internet e as estratégias de marketing por sua praticidade. Em alguns minutos, com bastante imagem e dinamicidade, é possível expor e absorver quantidade considerável de informação, sem tédio. Não deixe que eles faltem em sua estratégia!

 

Bibliografia
BENETTI, Rodolfo. VIDEOMARKETING: POR QUE USAR VÍDEOS NA SUA ESTRATÉGIA DE MARKETING? Disponível em: <https://www.organicadigital.com/blog/videomarketing-por-que-usar-videos-na-sua-estrategia-de-marketing/>. Acesso em 20 de Dezembro de 2018.