Antigamente, quando abríamos uma empresa, o processo de vendas era muito simples: você tinha um produto, o ofertava através de anúncios em TV, jornal, carro de som e afins… Isso penetrava de maneira quase compulsória na mente das pessoas, gerando a necessidade do cliente no que você ofertava. Fazer marketing era uma coisa muito restrita a quem tinha dinheiro pra investir.

Com o surgimento da internet, essa percepção de marketing mudou de maneira brusca. Ficou muito mais fácil anunciar seus produtos e de maneira mais barata. Em contrapartida a venda se torna mais difícil, uma vez que muitas pessoas estão no mesmo lugar, muitas vezes vendendo um produto, porém sem usar o potencial que a internet tem. Então como se destacar quando milhões de pessoas estão falando ao mesmo tempo no mesmo lugar?

Com o marketing digital, o seu cliente tem um papel muito mais importante na decisão de compra. Ele está o tempo todo com o poder de falar mal ou falar bem de seu produto nas redes sociais ou em seu site, e isso tudo em alta escala. Saber como usar esses mecanismos de forma correta é o ponto principal que eu quero mostrar aqui nesse artigo, de maneira simples.

Quais as vantagens do marketing digital?

Ter uma presença online para ser encontrado: atualmente a primeira coisa que os consumidores perguntam ao ter contato com uma marca é o seu site, e-mail e redes sociais, isso quando o contato não através destes. Essa presença precisa ser consistente e precisa passar confiança para o público alvo.

Afinal o público está o tempo todo na internet, e você precisa estar lá também.

Gerar engajamento com sua persona: a internet permite um relacionamento duradouro com seu cliente, seja pra vender ou qualificar seus leads. A grande mudança que a internet trouxe, e que já foi falada aqui, é que agora a comunicação não é mais uma via de mão única. Os consumidores agora não são somente mero espectadores. Eles têm o poder de interagir com a marca o tempo todo. Essa interação gera laços muito mais fortes entre a empresa e o consumidor.

Mensuração e acompanhamento da jornada de compra: com a internet, como já falado aqui anteriormente, a forma de fazer publicidade e anunciar seu produto mudou. Antes as pessoas quando queriam algum produto, elas iriam até alguma loja e compravam. Hoje elas pesquisam na internet e comparar os melhores preços, ir até o shopping, experimentar e mesmo assim comprar por algum e-commerce. Graças ao marketing digital é possível acompanhar esse comportamento e traçar estratégias para o seu consumidor. Assim fica mais fácil ajudar seu cliente e tirar objeções que ele por ventura tenha na hora de realizar uma compra.

Fidelizar os seus clientes: mesmo depois de finalizar uma venda, as empresa precisam manter um contato com o seu cliente, tornando eles em um fiel seguidor de sua marca. Essas ações de pós-venda são muito potencializadas com o meio digital. Essas ações não só fidelizam o seu cliente, como também faz dele um defensor de seu produto, indicando para outras pessoas.

Essas estratégias de fidelização do cliente costumam valer muito mais a pena do que a estratégia de ganhar mais clientes.

Ganhar autoridade em cima de sua marca: marcas que possuem uma atividade regular no marketing digital possui muito mais potencial em aumentar a autoridade de marca. Isso acontece pois você torna um meio de pesquisa e comunicação entre seu púbico alvo e as suas necessidades, através de conteúdo relevante.

Uma evidência que uma marca ganhou autoridade é o seu posicionamento no Google. Se essa marca tem um posicionamento de topo no buscador, ela atingiu um alto nível de autoridade. Para isso, é importante traçar estratégias de SEO em seu site e em tudo que é adicionado no seu endereço virtual.

Competir com empresas maiores: Como já dito, os custos do marketing digital são relativamente mais baratos do que das plataformas tradicionais. Isso diminui muito o abismo financeiro entre grandes e pequenas empresas. Com isso o receio de investir em publicidade e marketing diminui consideravelmente, pois dentro do marketing digital, todos estão muito equiparados.

É possível conseguir resultados muito satisfatórios sem investir dinheiro nenhum, apenas tendo uma regularidade em postagens de blogs e conteúdo relevante.

O importante aqui é traçar as estratégias ao público certo e com profissionalismo na execução das técnicas.

Poder de segmentação: é possível traçar perfis de segmentação muito completos usando a internet. Através de criação de personas, o seu conteúdo é direcionado somente a quem se interessa por ele. Isso torna sua estratégia muito mais certeira, e conseqüentemente as chances de sucesso aumentam consideravelmente.

Isso é possível, pois o próprio usuário oferece informações sobre ele, seja por conta própria, através de formulários ou através de cookies nos navegadores.

Assim as empresas podem analisar essas informações e traçar estratégias específicas para esse público.

Personalizar ofertas: mais interessante que segmentar o seu público é criar e personalizar ofertas específicas para ele. Com a internet é possível, pois a escalabilidade de se trabalhar no âmbito digital é muito grande, se comparado ao marketing convencional.

Através das informações que cada usuário coloca na internet, é possível traçar uma oferta específica, dentro de cada comportamento do consumidor.

Qual a estratégia que pode (e deve) ser usada para ter sucesso?

No ambiente digital a forma como se vende algum produto precisa ser diferente das mídias offline. Dentro do ambiente digital, o essencial é trabalhar o Marketing de Relacionamento e Conteúdo (inbound marketing), uma vez que o público na internet possui muito mais poder do que em outras plataformas. Ele não é mais um mero espectador passivo.

Quando falamos do poder que o seu público consumidor possui, é importante pensar em como é o seu comportamento no ambiente virtual. Uma pessoa, quando está acessando a internet, seja por celular ou computador, tem como principais objetivos buscar algo novo, se divertir ou aprender mais. Cabe a você transformar o seu material em algo atrativo, buscando satisfazer essa vontade de seus possíveis cliente, gerando assim leads para sua marca.

O inbound marketing é um tipo de estratégia muito visado por empresas que estão divulgando seus serviços no marketing digital, uma vez que a taxa de conversão é muito maior que o outbound marketing, que é o marketing voltado para vendas.

Como usar estratégias de inbound marketing?

O primeiro passo é entender quem é o seu consumidor. Sabendo que é ele, conhecendo as características e o comportamento desse público, você consegue traçar as estratégias necessárias para obter sucesso, tanto em seu negócio, quanto nas suas estratégias.  Por exemplo, homens não possuem muito interesse em salões de beleza e afins. Porém de uns tempos pra cá, as barbearias voltaram, de maneira remodelada, para atrair esse mercado consumidor muito promissor e exigente.

Abaixo temos a estrutura de um funil de vendas. Aqui eu irei falar sobre cada ponto fase desse funil

Funil de vendas Marketing Digital

No inbound marketing, devemos seguir a estrutura do funil de vendas para cada lead que a empresa captar. Vamos falar sobre cada ponto desse funil.

O ideal é possuir uma plataforma de CRM. Nós da Pião usamos a plataforma de CRM do Hubspot. Para acessar, o link é esse

Atração

A primeira fase do processo de vendas do inbound marketing consiste em atrair um potencial lead para seu conteúdo. Ele precisa ser um conteúdo simples, que de alguma forma acrescente em algo para o seu público. Quais os tipos de material que podem ser ofertados? Ebooks, gráficos, modelos de negócios…  Tudo que tem por objetivo facilitar a vida de seu possível cliente pode ser usado para atrair esse lead.

Nesse processo, o importante é investir em anúncios em redes sociais e Google Ads. As redes sociais são fundamentais em todos os processos do funil de vendas. Porém, nem só de Facebook e Instagram se vivem ultimamente. São muitas as redes sociais que podem ser usadas nas sua estratégia. Aqui no nosso site temos um material que explica o perfil de cada rede social, e mostra se ela é importante para seu negócio. Para acessá-lo, clique aqui. Trabalhar também com anúncios no Google é importante, pois estamos falando do maio serviço de pesquisas pela internet do mundo. O seu conteúdo precisa responder as dúvidas que as pessoas têm, na hora de pesquisar algo no Google.

Esse seu conteúdo precisa estar no seu site, para podermos trabalhar o segundo passo, que é a conversão

Conversão

Após atrair o seu possível cliente para seu conteúdo, chegou a hora de converter esse cliente em lead. Leads são todas as pessoas que estão em alguma etapa de seu funil de vendas. Para converter, é preciso que esse possível cliente te dê em troca alguma forma de contato. O ideal é que seja seu e-mail, porém depende muito de como está traçado sua estratégia de relacionamento, porém isso será tratado mais pra frente aqui nesse artigo.

Ao baixar seu material, o ideal é que a pessoa te passe, através de um formulário, o nome, telefone e e-mail. Ao fazer isso, ela se converte em um lead de seu negócio. Um lead é uma pessoa que de alguma forma se interessou pelo que você está ofertando, e em contrapartida baixou aquele seu material para aprender mais sobre determinado assunto. Esse comportamento o qualifica como potencial cliente seu. Porém é muito importante entender em que fase está o seu lead, para poder educá-lo e qualificar para potencial cliente. Isso é assunto para a próxima fase do funil de vendas, que é o relacionamento.

Relacionamento

A fase de qualificação de seu lead é feita através do relacionamento que você mantém com ele. Esse relacionamento é feito através das redes sociais (olha a importância delas aí de novo), de seu site, através de um blog, de estratégias de e-mail marketing, dentre outras coisas.

Para relacionamento, é necessário traçar estratégias específicas, seguindo a necessidade de seus leads. Entender que tipo de conteúdo e formato se encaixa melhor com seu público é fundamental, na hora de se relacionar com ele. Os tipos de conteúdo que podem ser usados são vídeos, textos em blogs, dicas, dentre outras coisas.

É importante possuir redes sociais ativas, principalmente Facebook, Instagram, Youtube e Twitter. Ali p seu público terá uma linha de contato direto com você, e criar conteúdos que conversa com seus leads é imprescindível. Em e-mail marketing, é importante ter uma regularidade nos envios de suas newletter. Existem muitas plataformas de e-mail marketing gratuito, mas a que indicamos é o Mailchimp. É importante enviar conteúdos ligados com seu site, de forma que atraia de maneira progressiva os seus leads para visitar a sua página. Para isso é importante manter seu blog constantemente atualizado, e manter constância nas publicações nas redes sociais e no próprio blog.

O importante é traçar uma estratégia específica para qualificar os seus leads, de maneira que seu conteúdo seja aprofundado de forma constante, para entender a fase do ciclo que cada um dele está em seu funil. Saber traçar uma estratégia consciente é importante, pois só assim será possível entender o momento de venda, que á a próxima etapa do funil de vendas.

Vender

Depois que você atraiu através de algum material relevante, converteu o potencial cliente em lead, e qualificou através de um relacionamento constante, você já tem as informações necessárias para poder vender para esse cliente. Podemos dizer aqui nesse ponto que temos um potencial comprador para seu produto, e o contato precisa ser preciso, entendendo a demanda que cada cliente tem, e o que você pode ofertar.

A fase de venda se torna mais fácil, devido aos outros níveis que cada lead já passou dentro de seu funil. Para vende, o mais importante é um contato direto, seja através das redes sociais, ou até por telefone. O foco precisa ser em resolver os problemas que o cliente possui, se colocando como uma solução para ele, seja vendendo um produto ou serviço.

O marketing digital possui um potencial muito grande, em se tratando de divulgar e crescer uma marca. Os custos são muito mais acessíveis, se comparados com os ganhos que podem ter, além de gerar uma economia logística considerável.

É o essencial para quem está com um negócio pequeno ou começando do zero. Se esse for o seu caso, nós temos aqui também um material específico para quem que começar um negócio do zero. Pode ser baixado através desse link: https://piaocomunicacao.com.br/ebook-12-dicas-praticas-para-empreender-do-zero/

AGÊNCIA DE MARKETING DIGITAL PROFISSIONAL

A Pião Comunicação é uma agência de marketing digital profissional, especializada em autônomos, pequenos e médio empreendedores. (Saiba como podemos te ajudar a aumentar os seus resultados e te ajudar a crescer!)